10 anos de tradição na Advocacia
Salvador, Aracaju, João Pessoa, Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre
Sábado
27 de Fevereiro de 2021 - 

Sistema Processual

Usuário
Senha

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Últimas notícias

OAB-BA, ABAT e TRT5 discutem retomada da Justiça do Trabalho

A retomada da Justiça do Trabalho foi discutida pela OAB da Bahia, Associação Baiana dos Advogados Trabalhistas (ABAT) e Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT5), em reunião virtual realizada na tarde desta quinta (18).O presidente da Seccional, Fabrício Castro, o presidente da ABAT, André Sturaro, e o vice da associação, Rodrigo Olivieri, levaram ao vice-presidente do TRT5, Jéferson Muricy, e a um grupo de servidores do tribunal relatos de preocupação com o funcionamento do TRT5. Atualmente, o tribunal segue sem atendimento presencial, com audiências realizadas em casos especiais e em poucas cidades. Em Salvador, são realizadas, no máximo, seis por dia. O presidente Fabrício disse que entende e apoia as medidas de contenção da pandemia, mas destacou a necessidade de avançar no funcionamento presencial de todas as Comarcas. "Compreendemos que o momento exige cuidado, mas é preciso que o TRT analise soluções que possam contemplar as necessidades da advocacia", observou. Apesar de classificar como "tímidas" as medidas de retomada do tribunal adotadas até agora, André Sturaro disse que o momento requer prudência. "Entendemos que as medidas foram tímidas, porém, nesse momento de recrudescimento da contaminação e das taxas de ocupação dos leitos, precisamos ter cautela", pontuou.Atendimento remotoDiante da dificuldade de retorno das atividades presenciais, o atendimento remoto do TRT também foi levantado de forma preocupante pelos representantes da advocacia.Segundo Fabrício, a comunicação com TRT5 tem sido difícil, seja pela internet ou telefone. "Recebemos queixas diárias de advogado que não consegue ser atendido. Se o atendimento de forma remota funcionar e for fiscalizado, boa parte dos problemas está resolvida, porque a demanda presencial vai diminuir muito", justificou.Sturaro também destacou a importância da melhoria no atendimento remoto. "É uma questão que precisa ser resolvida, principalmente no interior. Trata-se de uma atividade essencial. Os advogados estão passando fome", ressaltou.Diante dos pleitos, o TRT5 se comprometeu a analisar a participação da advocacia nos comitês que definem a retomada das atividades presenciais e disse que não economizará esforços para melhorar o sistema de comunicação com a classe.
18/02/2021 (00:00)
Visitas no site:  224823
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.